#GPM NO ATACAMA: UYUNI DAY 3, PARTE II – HOTEL DE SAL, DAKAR, CEMITÉRIO DE TRENS E POVOADOS

De volta com a nossa programação, está na hora de terminarmos o dia 3 do nosso Uyuni Tour. Este é o nono post da série Atacama/Uyuni. Para ler os demais, clique aqui e acesse o índice com todos os posts já publicados.

Depois de uma manhã inteirinha visitando o Salar (veja as fotos maravilhosas aqui), fizemos uma rápida parada no hotel Playa Blanca, construído de sal, que atualmente opera como museu.

Como vocês verão no post sobre hospedagens, nós também dormimos em um local similar. Tem ainda um detalhe: o lugar tinha um cheio muito forte de urina e não conseguimos nos aguentar muito tempo lá dentro. Portanto, a visita não foi assim tão interessante, curtimos mais o monumento das bandeiras que fica na lateral:

DSC_0195

Ainda na mesma área, existe, esculpido em sal, o símbolo do do rali Dakar que acontece anualmente em diferentes localidades tendo passado por Uyuni no ano passado, em 2016.

DSC_0213

Partimos então pro Povoado de Colchani, onde é possível fazer muitas comprinhas a preço de banana. As pessoas são muito simples, prestativas e quase todas vendem as mesmas coisas por preços bem parecidos. Apesar de ter uma veia negociante forte e espaço para tal lá, me senti mal em tentar baixar os preços porque, além de já serem extremamente baixos (um blusão de lã macio sai por R$35), a região é super pobre.

DSC_0218

Próxima parada: cemitério de trens, outra zona no meio do nada que funciona como depósito de vagões abandonados e – atenção no passeio – bastante enferrujados. Tem um clima interessante e é super bacana para tirar fotos, ficamos um bom tempo por lá.

Então, para aqueles que fecham o pacote de 3 dias e 2 noites (leia aqui), a viagem termina na cidade de Uyuni. Para o nosso grupo, foi apenas um intervalo para encontrar um banheiro, fazer um lanchinho, buscar um wifi e, infelizmente, trocar de guia e agência – procedimento padrão.

DSC_0308

Nós tínhamos inicialmente cogitado terminar o tour lá, mas foi uma alegria descobrir que fizemos a escolha certa quando mudamos de ideia. A cidade não é nada de excepcional, o pessoal do comércio não foi muito amigável e seguir com o grupo foi com certeza mais divertido e leve considerando que precisávamos voltar a San Pedro de Atacama. Ainda assim, o turismo (juntamente com a quinoa, as lhamas e a mineração) são a principal fonte da economia da cidade).

A coisa mais interessante que encontramos na cidade foi o Solmáforo, que te ajuda a te proteger contra o sol.

DSC_0317

Antes de darmos tchau ao dia, ainda paramos em um último povoadinho para esticarmos as pernas. As mulheres registradas nas fotos foram vistas ao longo de toda a viagem: elas são assim, gordinhas, cheias de roupas e usam o cabelo preto mega longo repartido ao meio em duas tranças.

Agora é hora de descansar e se preparar para o último dia de viagem, que chega pra vocês na semana que vem.

Te inscreve aqui no blog, nos segue no instagram pra acompanhar nossos stories e novidades e não perde nada! Vem te aventurar com a gente 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s