MERCADOS DE NATAL NA ALEMANHA

Olá, gente querida!

Tivemos alguns dias difíceis na última semana devido ao atentado ocorrido em Berlin e acabamos perdendo o clima pra postar tudo que havíamos planejado sobre o que consideramos a melhor época do ano. Vínhamos compartilhando com vocês o espírito mágico dos Mercados de Natal no Instagram (@guriaspelomundo) e tínhamos preparado um post pra orientar aqueles que quisessem desfrutar dessa tradição alemã. No entanto, toda aquela alegria deu lugar à tristeza, quando um homem da Tunísia invadiu o mercado da Gedächtniskirche atropelando a tudo e todos com um caminhão. Passado o baque inicial,  decidimos trazer a magia de volta e publicar, sim, nosso post, porque o amor sempre vence.

Os mercados de Natal (em alemão, Weihnachtsmärkte) são super tradicionais aqui na Alemanha e vão desde o final de novembro até o Natal, em maioria. E, claro, o Gurias Pelo Mundo não poderia deixar de conhecer. Ao longo do mês, temos mostrado ao vivo os nossos passeios por eles no nosso Instastories, mas achamos que seria perfeito trazer um resumão pra completar o #Nataldasgpm com o melhor dos climas natalinos. OBS: Cliquem em cima das fotos se quiserem ampliá-las, já que a resolução fica melhor 🙂

Independente do Mercado, a pedida é SEMPRE um Glühwein – uma espécie de quentão. Na primeira compra, tu tens que fazer um depósito de 3 Euros pela caneca típica do mercado que poderá ser usada durante toda a noite, sendo necessário pagar apenas o refil que custa em torno do mesmo valor. Ao devolver a caneca, os 3 Euros voltam para o bolso. Vale lembrar que eles oferecem vários tipos de Glühwein, desde o sem álcool até os com doses a mais, variando o sabor do clássico a outros mais diferentões como o de morango com baunilha. Pra quem está mais habituado a tomar o tradicional e quer experimentar uma outra opção, fica a sugestão do de maçã.

dsc_0253

Gendarmenmarkt

No cardápio, além da tradicional linguiça alemã (a famosa Wurst), entram também opções vegetarianas como os bolinhos de batata (Kartoffelpuffer) deliciosos com purê de maça, geleia de frutas vermelhas ou molhos salgados e os cogumelos com molho de alho (simplesmente mara).

Para a sobremesa, uma espécie de panqueca em pedaços com molhinhos variados (purê de maçã, baunilha, morango, cereja, entre outros). Nós escolhemos provar o de  Eierlikoer (eggnog) – bem forte, mas delicioso.

img_7173

Então vamos lá!

Gendarmenmarkt:

Nossa primeira parada foi num dos Mercados mais tradicionais de Berlin e, na nossa opinião, um dos mais lindos devido ao entorno. Localizado no centro histórico da cidade, abriga a Konzerthaus e duas catedrais: a francesa e a alemã, que são lindíssimas e fazem com que o mercado de lá seja tão especial. Estava bem movimentado, difícil de caminhar mas não chegamos a pegar muita fila. Tem vários restaurantes pra quem sente frio e não quer ficar em pé, mas optamos pela caminhada por todas as banquinhas e conferir o showzinho de música que estava acontecendo. Se a meta era provar todos os sabores possíveis, haja inocência… Não chegamos nem perto. Fica a dica: não coma o dia inteiro porque tudo lá é maravilhoso. Saímos do Gendarmenmarkt rolando.

Obs: é preciso doar 1 Euro na entrada.

Kaiser Wilhelm Gedächtniskirche:

Localizado na praça Breitscheidplatz, o mercado é pequeno, mais simples, mas lindinho e super aconchegante. Tem o quê de americano, talvez por se tratar de um dos pontos mais turísticos da cidade. A currywurst (tradicionalíssima em Berlin) estava ma-ra-vi-lho-sa, bem apimentada e cheia de cebola (é possível pedir sem). E o melhor de tudo é sair dali e dar de cara com a Ku’damm (uma das ruas mais lindas e tradicionais de Berlin) toda iluminada. É um passeio pra lá de especial.

Foi aqui que ocorreu o ataque e para sempre terá essa marca. Precisamos, contudo, fazer com que o amor prevaleça, que a união e a liberdade enfatizadas no pós-atentado sejam imensamente maiores do que o fato em si. Que seja um lugar de amor e compaixão, nunca de ódio. E os berlinenses sabem fazer isso muito bem! Vamos preservar a magia.

dsc_0315

img_7317-2

Palácio de Charlottenburg:

O terceiro mercado que visitamos fica em frente ao maior palácio de Berlin. O movimento também estava grande e tivemos que esperar em algumas filas, mas nada que estragasse o clima. A entrada é livre e o espaço é bem grande, tem produtos variados e mais originais e a música é tocada ao vivo por músicos de rua com seus copinhos e chapéus – o que dá uma sensação menos turistona e mais retrô nesse mercado super tradicional. É bem legal pra crianças também porque tem uma área relativamente grande de parque de diversões .

dsc_0355

dsc_0358

Potsdamer Platz:

Por enquanto, a mais fraca. Ele é bem espalhado – o que por um lado é bom porque parece que estamos queimando mais calorias e, acreditem, a culpa é grande quando se trata de Mercados de Natal – e super turístico. A comida é boa mas não tem nada de muito especial/original, muito menos em relação às banquinhas não-alimentares. Mas a decoração é bonita (especialmente no Sony Center, que fica ali pertinho e tem algumas barraquinhas) e a diversão é garantida na pista de patinação e no sleigh:

img_7398

Roten Rathaus:

O Mercado de Natal que acontece na prefeitura é bem grandinho e tem bastante diversão para as crianças: roda-gigante, pista de patinação, vários brinquedos de parques de diversão. Ele é um pouco confuso, por vezes me senti num labirinto, mas tem produtos artesanais bacanas e bastante vida – à noite apenas, pois estivemos lá à tarde durante a semana e estava um tanto triste. Muitas luzes, vários turistas, um cenário bacana. Fica num ponto turístico da cidade, é também próximo à ilha dos museus e é de super fácil acesso (várias linhas de metrô passam por ali).

Alexanderplatz:

Sabe programa turistão? Assim. Com certeza não foi um favorito. A comida era mais cara e bem mais ou menos, a música não era de Natal, escutou-se pouco alemão. Tem bastante movimento não importa se de dia ou à noite e poderíamos apostar que metade das pessoas não estavam ali propositalmente, mas passeando e decidiram conferir o que era o movimento. Vocês, leitores queridos que acompanham o GPM, já sabem: tem coisa muito mais autêntica pela cidade. Not worth it.

Braunschweig:

Vamos falar de coisa boa! Berlin é linda, tem dezenas de Mercados legais (não conseguimos nem chegar perto de visitar todos), o espírito Natalino é incrível mas, sério, nada se compara ao Mercado de Natal de Braunschweig. Foi, sem dúvida nenhuma, o favorito.

Brunsvique, em português, fica a uma hora e meia de trem de Berlin e tem em torno de 250 mil habitantes. O Mercado de lá é bem grande e fica no centro da cidade, que tem um quê bem medieval. O programa começou com o coral na Igreja (ao lado do Mercado) que conta com algo em torno de 200 crianças e é de arrepiar todos os pelinhos do braço. A Igreja é linda, cheia de história – o que dá o tom da experiência.

Lá com certeza o público não é tão internacional como em Berlin, o que pode trazer certas dificuldades comunicacionais mas deixa o clima mais especial. Natal é tempo de paz, de amor, de encontros. Tratando-se de uma cidade interiorana, o Mercado de Natal único acaba reunindo amigos e familiares que não se veem durante o ano todo  e aí mora a razão da energia tão boa de lá. Ainda, as barraquinhas são individuais e não pertencentes ao mesmo dono, dando um tom muito mais original e pessoal.

#ficadica: a barraquinha de Nozes ao lado do Landesmuseum é super tradicional e o moço ali da direita na foto abaixo chegou a entrar para o livro dos recordes. Tudo feito à mão.

img_7860

Cenário único, verdadeiro espírito natalino, encontros e reencontros, comida maravilhosa, bebida boa, muito amor e uma ótima oportunidade para se aventurar no alemão. Não conseguimos visitar outras cidades, mas sem dúvida nenhuma entendemos a particularidade das cidades do interior. Vale a pena, com toda a certeza.

Aqui ou ali, a Alemanha é, no final das contas, uma ótima opção pra quem quer sentir o clima de Natal dos filmes. A época dos mercados dura em torno de um mês e tem opção pra todo mundo, é diversão na certa e um programa que não requer grandes gastos. O único senão fica por conta das medidas: é um verdadeiro festival de calorias. A pré-dieta é sempre uma boa pedida.

E aí, bateu uma vontadezinha de passar um dezembro alemão? Conta pra gente! No topo do post tem uma parte de comentários, nosso email é aberto para impressões e ideias, estamos no Insta e no Twitter loucas para interagir com vocês.

DESEJAMOS A TODOS ÓTIMAS FESTAS!

Contem conosco!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s