ABRINDO AS NOSSAS MALAS

 

Oi, gente! Tudo bem?

Hoje vamos abrir as nossas malas pra vocês e contar um pouquinho dos nossos caminhos, de algumas das aventuras que vivemos antes do blog.

A história da Carol

Buenas, como eu posso começar? Minha paixão por viajar começou bem cedo, não consigo nem dizer quando, só sei que foi uma das mais valiosas heranças familiares que já recebi. No entanto, até os 15 anos, minhas viagens eram mais turísticas e eu tinha horror à ideia de fazer um intercâmbio. Foi na impulsividade adolescente que decidi, meio que do nada, fazer um semestre de High School na Austrália, mais especificamente na Gold Coast onde ganhei, além de 18 kgs, bastante experiência e uma noção bem vasta do que NÃO fazer em viagens.

Com as várias frustrações provenientes da minha vivência na Aussie – apelido carinhoso para a terra dos cangurus -, a necessidade de me testar novamente foi crescendo a cada dia, assim como a coragem pra recomeçar um intercâmbio. Acabei então, aos 20 anos, fazendo o processo seletivo para o ICP, programa destinado a alunos universitários em período de férias para trabalharem na Disney durante três meses. E aí, sim, eu pude colocar em prática meus aprendizados e colecionar muitos outros naquela temporada cheia de pixie dust!

A questão é que não consegui mais parar. Em vésperas de iniciar o período de estágios obrigatórios na faculdade, entrei numa noia de aproveitar ao máximo sempre as minhas férias, fazer programas diferentes uma vez que sempre pensava ser “a última oportunidade”. Assim, enviei emails para o mundo inteiro e terminei – pela primeira vez sem auxílio de nenhuma agência – em, nada menos que, Harvard, onde fiz uma cadeira intensiva durante o inverno deles e ainda aproveitei para viajar pelos EUA e visitar alguns amigos – inclusive a minha querida cidade de Orlando.

De volta à casa, focada na universidade e já bem mais aquietada (como diz o meu pai), pimba: conheci um alemão que veio a se tornar meu namorado e me tirar de vez da vida quadrada que eu estava planejando. Foram dois anos e meio de idas e vindas, aeroportos, vistos, planejamentos e replanejamentos (e nada saindo conforme eles), lutos e alegrias que eu cheguei aqui, no nosso blog, entre continentes, sofrendo para fazer tudo nos conformes, vivendo aventuras novas a cada dia, não conseguindo planejar nem o meu almoço – e adorando muito tudo!

Daqui pra frente, espero poder compartilhar com vocês todo o meu caminhar, as escolhas de visto, a Berlin que eu amo, os cantinhos da Alemanha, os milhares de destinos que a gente sempre acaba descobrindo pelo mundo, as dores, os prazeres e os outros tantos sentimentos que constituem uma vida repleta de sentido.

A história da Gabi

Difícil definir exatamente quando iniciou o meu gosto por viagem, mas desconfio que tenha sido na época em que eu estava na 5ª série. Aos 13 anos de idade, entrei para um grupo de dança do colégio em que eu estudava. Aquele não era um grupo de dança comum, muito menos apenas um hobby. Éramos como uma grande família, com um conjunto completo de cantores, músicos e dançarinos. A gente viajava Brasil afora quase toda a semana para fazer apresentações e ficávamos hospedados em casas de família. Escutei tantas histórias, conheci tantas pessoas e realidades que fizeram aflorar dentro de mim cada vez mais a vontade de estar em contato com outros costumes e culturas.

No Ensino Médio, era comum a galera do colégio se juntar nas férias de julho para fazer viagens de excursões para algum lugar – os destinos costumavam ser Bariloche, Porto Seguro, Disney ou Ilha do Mel. No 1º ano eu fui para Bariloche e no 3º ano para Porto Seguro. Foi nessa viagem, pra lá de especial, que eu e a Carol nos conhecemos.

No meio da faculdade, com vistas a concretizar os planos de carreira extremamente quadrados que eu tinha, me dei conta de que adquirir fluência na língua inglesa seria importante. Foi aí que surgiu a ideia do intercâmbio para a Califórnia, mais especificamente em San Diego. Saí do Brasil sozinha, com curso de inglês fechado para três meses, no período de férias da faculdade. Aqueles três meses viraram oito. Tranquei a graduação para estender a minha estadia e posso dizer que foi uma das melhores decisões que tomei na vida. O intercâmbio foi a experiência mais marcante e valorosa que eu já tive. Quebrou paradigmas e modificou a minha visão sobre muitos aspectos, principalmente sobre os meus objetivos de carreira. Voltei carregando a certeza de que queria morar fora novamente. San Diego conquistou o meu coração. Por isso, ao finalizar a graduação viajei para lá novamente durante dois meses, mas dessa vez com um propósito bem diferente.

Aprendi tanto com essas viagens, sonhei, realizei, me frustrei, vivi intensamente, dei muitos passos para trás e agora estou dando outro adiante. Decidi de fato viver fora do Brasil. Não foi uma decisão fácil. Metade de mim sofre por viver longe da família e dos amigos de anos, mas a outra metade está com um sorriso de orelha a orelha pronta para encarar o novo desafio. Certa vez li uma frase que dizia: “Quem se poupa demais, quem se protege demais, se livra da dor, mas se priva também da alegria e do essencial da vida, que é transformar e ser transformado pelas pessoas.” Faço dessas palavras as minhas. Mais do que a vontade de continuar viajando e conhecendo outras histórias e culturas, queremos poder compartilhar experiências, trocar dicas e ajudar pessoas que também tenham essa vontade de viajar. Se depender de nós, estaremos juntos nessa.

Não deixem de nos acompanhar também no Instagram: @guriaspelomundo

Dúvidas, comentários, sugestões? Deixem aqui embaixo, a gente adora ouvir outras ideias e queremos construir nosso blog com vocês!

Contem conosco!

🙂

Anúncios

7 comentários sobre “ABRINDO AS NOSSAS MALAS

    • Gurias pelo Mundo disse:

      Nossa missão é poder levar um pouco de alegria pras pessoas, trocar experiências, se aventurar em conjunto não só em países mais desenvolvidos, mas em todas as formas de vida que a gente puder experimentar! Que bom termos mais uma viajante conosco 😊

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s